Scaramuccia

Javier Lupiáñez - violino e direção
Inés Salinas - violoncelo
Patrícia Vintém - cravo

Localizado em Haia (Holanda) o Scaramuccia Ensemble foi fundado em fevereiro de 2013 por iniciativa do violinista Javier Lupiáñez, com o objetivo é recuperar o repertório barroco raramente tocado.

O espírito do Scaramuccia é redescobrir essa herança cultural, trazendo à vida a música que foi ouvida não só em círculos mais refinados, mas também nas tabernas e nas ruas do período barroco. Pesquisas e estudos profundos são feitos na preparação de cada programa e concerto, a fim de redescobrir pequenas jóias da música, escondidas e perdidas entre a vasta e mais comummente executada literatura de música barroca.

Scaramuccia começou no festivais de Utrecht e de Bruges, ambos em 2013, e desde então, o grupo desenvolveu um intenso programa de concertos na Holanda, Bélgica e Reino Unido. Entre outras performances, Scaramuccia já tocou no Maldon Festival of Arts em Maldon, Reino Unido (2014 e 2015), o Museu Vleeshuis em Antuérpia, BE (2014), o Kasteelconcerten, NL (2015), Festival Echi Lontani, IT (2016), e também gravou para a estação de rádio holandesa, Concertzender.

Prosseguindo a sua demanda pela descoberta do novo repertório barroco, Scaramuccia realizou as estreias mundiais de duas novas peças de Vivaldi num concerto ao vivo no programa de rádio De Musyck Kamer, transmitido pela rádio holandesa Concertzender em 2014.

Em novembro de 2015, Scaramuccia gravou o seu primeiro CD com a gravadora Ayros, apresentando as mais recentes descobertas da música de Vivaldi para violino e continuo.

Scaramuccia foi considerado pelo público o melhor grupo de música de câmara, ganhando o Prêmio do Público na competição Göttinger Reihe Historischer Musik 2015/2016.

Este concerto será gravado e transmitido pela Antena 2.