O projeto Sente a História tem patente o cruzamento da tradição com a inovação. Exemplo disso é o facto de o cantor popular repentista Augusto “Canário” ter escrito a letra do Hino do Alto Minho para o maestro Afonso Alves musicar, numa peça coral com acompanhamento de banda filarmónica tornada um símbolo representativo da região, da sua entidade e entorno cultural.

A 20 de Julho de 2019 em Paredes de Coura, no encerramento do Sente a História, vozes de todos os coros da região vão fundir-se no Coro Intermunicipal do Alto Minho, num gran finale a encerrar o projeto, onde interpretarão todas as canções das lendas e, pela primeira vez, o Hino do Alto Minho.

HINO DO ALTO MINHO – 2017
(Augusto O. Gonçalves – Canário)

Refrão:
ALTO MINHO
ALTO MINHO
PARAÍSO POR DESTINO
RIO E SERRA
TERRA E MAR
EU QUERO CANTAR-TE UM HINO

1
LINDA PRINCESA DO LIMA,
EM BELEZA É TÃO RICA,
AONDE QUEM GOSTA VEM
E TAMBÉM QUEM AMA FICA.

LINDA ‘VIANA É AMOR’
BELO CANTEIRO, TÃO BELO,
CAPITAL DO FOLCLORE,
É VIANA DO CASTELO.

2
CAMINHA, TERRA DA MÚSICA,
LINDA, BELA MARINHEIRA,
JUNTINHO À VILA DAS ARTES
VILA NOVA DE CERVEIRA.

FORTE VALENÇA DO MINHO
EM MURALHA, LEVA A PALMA…
NOBRE PAREDES DE COURA
UM TERRITÓRIO COM ALMA.

3
MELGAÇO, VILA RAIANA,
TERRA MAIS ALTA DO MINHO,
COM MONÇÃO, VILAS TERMAIS,
E BERÇO DO ALVARINHO.

À VILA DE PONTE DE LIMA,
DONA TERESA DEU FORAL,
TERRA RICA DA HUMANIDADE
MAIS ANTIGA DE PORTUGAL.

4
COM UM LUGAR NA HISTÓRIA,
OS ARCOS DE VALDEVEZ,
CANTAM COM HONRA E COM GLÓRIA
‘ONDE PORTUGAL SE FEZ’.

PONTE DA BARCA FIDALGA
E POR POETAS CANTADA,
TERRA RICA, HOSPITALEIRA,
E DE FEIÇÃO AREJADA